Disposições construtivas

 

Dimensões mínimas:

 

Caso Geral:

 

Casos Especiais:

 

hmin em cm.

 

Para que λ ≤ 90:

 

Cobrimento mínimo das armaduras:

 

Classes de Agressividade

I

II

III

IV

cmin (mm)

25

30

40

55

 

 

Armaduras Longitudinais:

 

Diâmetro das barras:

 

Espaçamento entre barras:

 

 

fl e Sl são a bitola da barra e o seu espaçamento conforme ilustra a figura:

 

Número mínimo de barras:

 

Para seções retangulares a norma especifica que exista pelo menos uma barra por vértice, ou seja, quatro barras.

 

Armaduras transversais:

 

A armadura transversal dos pilares garante o posicionamento durante a fase construtiva, impede a flambagem e garante a costura das emendas das barras longitudinais.

 

Diâmetro das barras:

 

 

Espaçamento máximo:

 

 

Limites de taxa de armadura longitudinal:


 

 

A taxa máxima deve ser considerada nas emendas, logo nas seções sem emenda a taxa não deve exceder 4%.

 

Estribos Adicionais:

 

Devido à necessidade de impedir a flambagem das barras longitudinais é necessário, em alguns casos, o emprego de estribos adicionais. Considera-se que para um estribo retangular estejam travadas as barras que fiquem nos seus cantos e aquelas que, distam até 20 Φt da barra de canto. A animação abaixo ilustra este conceito.

 

 

Podem ser empregados estribos de 2 ganchos para travar uma barra, neste caso se o estribo envolver a barra e o ramo horizontal de outro estribo, este proporcionará travamento para barras que distam até 20 Φt do ponto de amarração (ver animação abaixo).

 

 

Copyright © 2008 - LMC/EPUSP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: Alberto Belotti Colombo e Túlio Nogueira Bittencourt