Formação profissional

 

Doutorado

 

Mestrado

 

Publicações

 

Áreas de interesse

 

Poesias

 

Links

 

Voltar a página principal

 

 

 

Segredo

 

Juntos os meus lábios e os seus

ungindo-se mutuamente

licor dos deuses!

infinito é o tempo

ainda que pouco dure

pouco importa o distante

intocável é este instante

nunca sairá da lembrança

haverá de ser sempre presente

eterno

inesquecível, inesgotável

refrigério para a alma

onde quer que se vá

como o frescor da mata

hidratada pela tépida chuva

algo que transpassa a poesia

gera um sentimento inexplicável

aquece o coração

sinal inconfundível

desejo universal

até mesmo na hora derradeira

como expressar eu não sei

um almejar sem fim

nunca saberei, creio

hei de sentir - isso é certo!

através de qualquer tempo.

 

Telmo

Sampa, 27/08/05