Ponte Akashi-Kaikyo

 

Brown, D. J. Bridges, Mitchell Beazley. London, 1996 (Pag. 161).

 

 

A ponte Akashi-Kaikyo, localizada no estreito de Akashi (Japão) entre a cidade de Kobe e a ilha Awaji (ver mapa e foto abaixo), faz parte de uma rede nacional de estradas que conecta as ilhas Honshu, Awaji e Shikoku com o objetivo de estimular o crescimento econômico e o intercâmbio cultural do oeste japonês. Além da fundamental importância para o desenvolvimento da ilha Awaji, o tamanho da ponte é outro fator que chama a atenção. Concluída em 1998 com 3.911 m de comprimento total e 1.991 m de vão central, a Akashi-Kaikyo tornou-se a ponte com o maior vão do mundo, superando o recorde anterior, o vão central da ponte Great Belt East (Dinamarca) também inaugurada em 1998, em 367 m.

http://dec.ctu.edu.vn/ebooks/jetro/98_06_2.html

 

 

http://www.bernd-nebel.de/bruecken/index.html

 

 

http://user.chollian.net/~ndo99/akashi/aka_sav01.jpg

Tal obra representou para a engenharia um grande desafio, não somente pela sua grandiosidade, mas também pelas severas condições naturais do estreito, tais como: grande profundidade, fortes correntes, mau tempo, risco de furacões e terremotos. Além disso, ela teve que satisfazer as leis existentes para preservar a atividade de pesca e o intenso tráfego marítimo existente na região (ver foto ao lado). Foi exigido, por exemplo, que a ponte tivesse um vão mínimo de 1.500 m para que a segurança do tráfego marítimo fosse garantida.

 

Para atender a essas condições, vários projetos e análises foram feitos. Até mesmo um modelo da ponte em escala 1:100 foi construído e testado exaustivamente (ver foto ao lado) a fim de se desenvolver uma estrutura estável o suficiente para suportar a ação do vento. O resultado final foi uma ponte pênsil com 1.990 m de vão formada por piso treliçado suportado por duas torres de aço, ambas com 282,8 m de altura. A ponte possui seis faixas de tráfego, três em cada sentido.

Fotografia de um teste da ponte 

submetida a um vento de 90 m/s.

 

http://cemail2.ce.ntu.edu.tw/photo/bridge/bridge12bAt% 20Wind%20Speed%20of%2090%20ms.jpg

 

 

http://www.kajima.co.jp/topics/news_notes/vol6/v6a.htm

 

 

http://www.hsba.go.jp/photo/image/01-e-large.jpg

Neste tipo de ponte, a estabilidade aerodinâmica é uma característica essencial. Por esse motivo, foi escolhido um tabuleiro treliçado, pois além de proporcionar rigidez à ponte, impõe baixa resistência à passagem do vento. Além disso, foi decidido instalar, ao longo do piso treliçado, placas estabilizadoras para direcionar o vento e, com isso, reduzir a torção do tabuleiro.

O risco de terremotos foi outro fator cuidadosamente analisado durante o projeto. A Akashi-Kaikyo foi projetada para resistir a dois tipos de terremotos: um com até 8,5 graus de magnitude na escala Richter ocorrendo a uma distância de 150 km da ponte e outro com um período de ocorrência de 150 anos com epicentro dentro de um raio de 300 km ao redor da ponte. Graças a estes cuidados, a ponte pôde resistir ao terremoto Hyogo-ken Nanbu (1995), que teve como única conseqüência para a ponte o fato de ter deslocado seus pilares, aumentando em 1 m a distância entre eles.

As obras da Akashi-Kaikyo começaram, efetivamente, em maio de 1988. A primeira etapa consistiu na execução da base da ponte, cuja função é transmitir ao solo 120.000 toneladas. As duas fundações, uma para cada torre, são do tipo direta, sendo cada uma formada por um caixão de concreto armado com 80 m de diâmetro. Durante a construção, cada caixão, previamente fabricado, foi transportado até o local de sua implantação, submergido até se apoiar no fundo do mar, a 60 m de profundidade, e preenchido com água e concreto (ver foto ao lado). Para evitar que areia e pedregulhos trazidos pelas fortes correntes desgastassem os caixões, estes foram protegidos com filtros e pedras arredondadas.

 

http://www.hsba.go.jp/bridge/aksubst1.htm

http://www.hsba.go.jp/bridge/aktower.htm

 

 

Em abril de 1992, as torres de aço começaram a ser levantadas. Formadas, cada uma, por 30 segmentos pré-fabricados, as torres foram montadas com a ajuda de guindastes. A grande altura, aproximadamente 300 m, tornou necessário uma seção transversal em forma de cruz e a instalação de 20 atenuadores dinâmicos sincronizados (TMDs -  Tuned mass dampers) em cada torre para neutralizar a vibração causada pelo vento.

 

Bem mais avançada que a Golden Gate, o levantamento do primeiro cabo da Akashi-Kaikyo, um cabo guia de poliaramida com 10 mm de diâmetro, foi feito por meio de helicóptero (ver foto abaixo). Quanto aos cabos que suspendem o tabuleiro, estes são formados por 290 feixes, cada um constituído de 127 fios de um aço galvanizado de alta resistência à tração (180 kgf/mm2) especialmente desenvolvido para esta obra.

 

http://www.hsba.go.jp/bridge/akcable.htm

 

 

http://user.chollian.net/~ndo99/akashi/aka_sav06.jpg

http://user.chollian.net/~ndo99/akashi/aka_sav11.jpg

 

 

 

Como etapa final da construção, foi feita a pintura para conservar e tornar o aspecto da ponte mais agradável. A cor, cinza esverdeado, foi escolhida visando harmonizar natureza com tecnologia e também por combinar com os três temas considerados na arquitetura da ponte: confiabilidade, futuro e equilíbrio entre luz e sombra.

 

Finalmente, após dez anos de construção, a Akashi-Kaikyo foi inaugurada. Em 5 de abril de 1998, o príncipe e a princesa do Japão oficializaram a abertura, seguindo-se um desfile de 1.500 convidados pela ponte.

http://community.webshots.com/photo/1126986/1127146

 

 

 

Vídeo sobre a ponte Akashi-Kaikyo

( Usar o programa RealPlayer para ver o filme)

 

Estágios da construção

 

http://user.chollian.net/~ndo99/akashi/akgirde5.jpg

 

http://www.hsba.go.jp/bridge/aksubst2.htm

 

http://www.tsurumipump.co.jp/english/profile/ pa/img/4.jpg

 

 

 

http://www.jinjapan.org/nipponia/nipponia20/en/ feature/index.html

 

http://www.hsba.go.jp/bridge/akcable.htm

 

 

 

http://www.pbs.org/wgbh/buildingbig/wonder/structure/ Akashi1_bridge.html

 

http://user.chollian.net/~ndo99/akashi/akashi6.jpg

 

 

 

Curiosidades

O vão central da Akashi-Kaikyo é 580 m maior que o da ponte Humber (Inglaterra – 1981); 692 m maior que o da ponte Verrazano Narrows (EUA – 1964); e 710 m maior que o da ponte Golden Gate (EUA – 1937); todas estas pontes bateram o recorde de vão na época de sua inauguração.

 

A Akashi-Kaikyo conquistou três recordes: o de vão mais extenso, o de ponte mais alta e o de ponte mais cara (4,3 bilhões de dólares).

 

Durante os dez anos de construção, nunca houve um acidente fatal na Akashi-Kaikyo.

 

O comprimento total de fios de aço usados na ponte é de 300.000 km, quantidade suficiente para dar 7,5 voltas ao redor da Terra.

 

 

 

Ficha Técnica

Nome Ponte do estreito de Akashi
Sistema estrutural Ponte pênsil
Função Ponte rodoviária
Localização Sobre o estreito de Akashi, entre as ilhas de Honshu e Awaji, próximo a Kobe, Japão
Época da construção 1988 - 1998
Projeto Honshu Shikoku Bridge Authority
Execução Matsuo Bridge Corporation
Dimensões Comprimento Total:  3,9 km

Vão central:  1991 m

Altura das torres:  282,8 m

Altura da treliça do tabuleiro:  14 m

Material Aço

 

Bibliografia

<http://www.bernd-nebel.de/bruecken/index.html>. Acesso em: 11 de jun. de 2004.

 

 <http://www.hsba.go.jp/bridge/e-akasi.htm>. Acesso em: 15 de dez. de 2003.

 

< http://www.pbs.org/wgbh/buildingbig/wonder/structure/akashi_kaikyo.html>. Acesso em: 15 de dez. de 2003.

 

<http://www.structurae.de/en/structures/data/str00001.php>. Acesso em: 15 de dez. de 2003.

 

<http://www.tfhrc.gov/pubrds/julaug98/worlds.htm>. Acesso em: 15 de dez. de 2003.

 

 

 

Esta página pode ser melhor visualizada na resolução 1024X768.