As simulações realizadas procuraram seguir uma hierarquia de modelos, partindo-se de modelagens de elementos de concreto simples (como a envoltória do estado plano na figura ao lado) até elementos de concreto armado mais complexos. Os resultados foram sempre comparados com as respostas dos ensaios equivalentes. Buscou-se analisar fatores como os modelos constitutivos para representação do concreto, forma e evolução da danificação, cargas e deslocamentos na ruptura, etc.

 

 

Panorama de fissuração de uma viga de concreto armado